Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

PAUL AUSTER E A DIFERENÇA ENTRE O CINEMA E A ESCRITA

São duas coisas completamente diferentes. Nem sei sequer se se podem comparar. Ambas são gratificantes e dolorosas. Sinto-me afortunado por me ter deparado com esta forma distinta de contar histórias. Abriu-se uma porta e dei por mim numa nova casa, da qual gosto bastante… Como escritor temos o controlo absoluto de tudo o que acontece. Como realizador estamos à mercê dos talentos de outras pessoas. Pode ser muito interessante colaborar com outras pessoas, mas também muito frustrante… Nunca vou deixar de escrever. Isso está fora de questão. Mas o meu trabalho no cinema tem sido muito absorvente.

 

Excerto de uma entrevista com Bill Goldstein, no The New York Times, datada de 1999. Ouça a entrevista na íntegra aqui.


publicado por Miguel Seara às 17:44
link da entrada | comentar | favorito

pesquisar

 




































































































arquivos

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Marcadores

todas as tags

links

Leitores

blogs SAPO

subscrever feeds