Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

NOVO ROMANCE DE SIRI HUSTVEDT É "DENSAMENTE AUTOBIOGRÁFICO" – PEDRO MEXIA

Lisboa, 03 Jun (Lusa) A escritora norte-americana Siri Hustvedt veio a Lisboa apresentar o quarto romance, Elegia para um Americano, uma ficção "sobre o luto e a transmissão das gerações" apresentada pelo crítico literário Pedro Mexia como "densamente autobiográfica", "quase ensaística".

A autora cita nesta obra as memórias do pai, Lloyd Hustvedt, falecido em 2003, e dedica o livro à filha, a actriz e cantora Sophie Hustvedt Auster, nascida em 1987.

Os protagonistas da história são os irmãos Erik e Inga, abalados por duas mortes recentes do pai de ambos e do marido de Inga.

Erik, psiquiatra, e Inga, intelectual viúva de um escritor famoso, tentam descobrir segredos e lacunas das vidas dos dois mortos e começam por encontrar-se a braços com os arquivos meticulosamente organizados pelo pai recém-falecido, Lars Davidsen, um descendente de noruegueses que emigraram para o estado norte-americano do Minnesota, tal como a família da escritora.

"O luto é uma forma de dor psíquica", defendeu Siri Hustvedt terça-feira ao fim da tarde, na FNAC Chiado, onde o livro foi apresentado, explicando que para escrevê-lo fez voluntariado numa clínica psiquiátrica, estudou as doenças mentais e seus sintomas e que sentiu "profunda empatia e compaixão com aqueles doentes".

Segundo Pedro Mexia, é essa a vertente mais ensaística de Elegia para um Americano, em que os casos "vão surgindo nos pacientes que Erik acompanha e em elucubrações sobre Winnicott, Dennett ou António Damásio", demonstrando que "não são apenas a psiquiatria e a psicanálise que estão em causa, mas a neurociência e, em geral, o modo como a mente funciona".

"Comecei a escrever o romance quando o meu pai estava a morrer e o impulso para usar o seu texto [memorialístico] dentro do meu texto foi um impulso muito simples de tentar guardar alguma coisa do meu pai, de me agarrar a qualquer coisa", indicou, acrescentando que "perder um pai é uma questão complicada, independentemente de quem se seja".

Todas as personagens tentam "escrever a biografia alheia, nomeadamente a biografia de Lars e Max, os dois mortos sustentou o poeta e crítico literário , das memórias da guerra do Pacífico aos meandros da imaginação romanesca, mas também tropeçam em amantes e filhos secretos".

"O que Erik e Inga vão percebendo é que conhecer uma história é reescrevê-la, fazer ficções em torno do passado", o que "significa que as investigações que se vão sucedendo têm menos importância pela suposta verdade que revelam do que pelo modo como os vivos organizam as suas narrativas sobre os mortos, mais ou menos reais, mais ou menos ficcionadas", referiu.

Um texto feito de "uma teia de sonhos, desenhos, fotos, cartas e citações (incluindo as passagens escritas por Lloyd Hustvedt), uma massa de imagens, palavras e outros modos de expressão com uma legibilidade esquiva" descreveu Mexia Elegia para um Americano, The Sorrows of an American, no original, tem o atentado às torres gémeas do World Trade Center, em Nova Iorque, como "marca americana".

"Mas esta mágoa é a mágoa universal pelos que partiram. E o romance procura uma maneira de lidar com essa mágoa, para que ela nos fortaleça e não nos destrua", concluiu.

Elegia para um Americano de Siri Hustvedt, com quatro romances e três ensaios publicados e um em preparação, tem em Portugal a chancela da ASA.

ANC.

Lusa/fim


publicado por Miguel Seara às 10:53
link da entrada | comentar | favorito

pesquisar

 




































































































arquivos

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Marcadores

todas as tags

links

Leitores

blogs SAPO

subscrever feeds