Terça-feira, 10 de Maio de 2011

PALÁCIO DA LUA – A CRÍTICA

 

 

“Inteligente: muito. Surpreendente: sempre. Auster é um mestre.”

The Times

 

“Auster é um contador de histórias magistral… Palácio de Lua brilha de mistérios.”

The Washington Post Book World

 

“Um romance tremendamente envolvente.”

The Washington Post

 

“Tremendamente envolvente… Auster tem uma rara combinação de talento, alcance e audácia.”

The New Republic

 

“Um autor cujo trabalho irradia inteligência e originalidade… Auster mistura exteriores modernos com interiores do século XIX… No entanto, ele coloca as suas técnicas de contador de histórias ao serviço de um romance bastante contemporâneo.”

Don DeLillo

 

“Com prosa esparsa e elegante… Uma obra maravilhosa e inquietante.”

San Francisco Chronicle

 

“Generoso e optimista… Verbalmente exuberante.”

The New York Times Book Review

 

“As personagens de Paul Auster são criadas com grande generosidade e amor… Em Palácio da Lua, ele encontra uma nova e fascinante voz.”

USA Today

 

“Lê-se como um compósito de obras de Fielding, Dickens e Twain… Auster divertiu-se imenso a criar as aventuras de Marco – quase tanto como quem as lê.”

The New York Times

 

“Este romance irónico e magnético brilha com imagens lunares, e fascina, tal como a Lua.”

Booklist

 

“Uma prosa segura de si e graciosamente fluida.”

Newsday

 

“A ficção de Auster é um regalo para quem adora a literatura… Particularmente bem-sucedida é a figura da Lua, fundamental para os seus temas da presença e ausência, pais e filho.”

Chicago Tribune

 

“Uma exploração maravilhosamente intelectual – às vezes divertida, outras vezes séria.”

Providence Sunday Journal

 

Palácio da Lua é um oásis na paisagem lunar da ficção moderna.”

The San Diego Tribune

 

“Um livro brilhante e extraordinário.”

The Sunday Times

 

“Um romance notável.”

Evening Standard

 

“Uma obra de um autor tremendamente talentoso.”

London Review of Books

 

“Paul Auster é um dos poucos verdadeiros gigantes em actividade actualmente…. Palácio da Lua é um dos grandes romances dos finais da década de 1980 e inícios da década de 1990.”

The Independent on Sunday

 

“Esplêndido.”

Lire

 


publicado por Miguel Seara às 12:54
link da entrada | comentar | favorito

pesquisar

 




































































































arquivos

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Marcadores

todas as tags

links

Leitores

SAPO Blogs

subscrever feeds