Sexta-feira, 20 de Março de 2009

PAUL KARASIK

 

Depois de se ter licenciado no Pratt Institute, em 1981, Paul Karasik estudou na School of Visual Arts com autores como Will Eisner, Harvey Kurtzman e Art Spiegelman. Foi editor associado da revista internacional Raw, de Art Spiegelman e Fraçoise Mouly, para além de editar a sua própria revista: Bad News. Publicou trabalhos nas revistas The New Yorker e Nickelodeon. Com a sua irmã Judy Karasik desenvolveu um comic autobiográfico intitulado The Ride Together. Em colaboração com David Mazzuchelli adaptou a obra literária Cidade de Vidro, de Paul Auster, a uma novela gráfica. Esta obra viria a ser traduzida para diversas línguas e foi nomeada pelo Comics Journal como um dos 100 melhores comics do século XX. É professor e vive com a família em Martha’s Vineyard, no Massachusetts.


publicado por Miguel Seara às 10:39
link da entrada | comentar | favorito

DAVID MAZZUCCHELLI

 

David Mazzuchelli iniciou a sua carreira no final dos anos 80, trabalhando no género “super-heróis” para a Marvel e a D.C. Comics, duas das mais conceituadas editoras americanas no género.

 

Tornou-se desenhador regular de Daredevil, começando a afirmar o seu estilo e a fazer-se notar. Frank Miller viria a mostrar interesse em colaborar com Mazzucchelli, tendo ambos assinado Born Again e Batman – Ano Um. Abandonou entretanto as séries marcadamente comerciais em que trabalhara e, depois de ter publicado três números da sua revista Rubber Blanket, e de ter colaborado em diversas antologias e revistas como Drawn & Quaterly, Snake Eyes, Zero Zero e Little Lit, Mazzucchelli, em colaboração com Paul Karasik, transformou Cidade de Vidro, de Paul Auster, numa novela gráfica, uma obra que confirmou a sua grande notoriedade.


publicado por Miguel Seara às 10:36
link da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009

BERNHARD SCHLINK

Bernhard Schlink nasceu em 1944, em Bielefeld, e é jurista de formação. Em 1988, tornou-se juiz do Tribunal Constitucional da Renânia Setentrional-Vestefália. É professor de Direito Público e de Filosofia do Direito na Universidade Humboldt, em Berlim, desde 2006. Tanto O Leitor como um conto de Amores em Fuga foram adaptados ao cinema. Para além destas obras, no catálogo ASA figuram também os seus livros Neblina sobre Mannheim e O Regresso.

 


publicado por Miguel Seara às 14:28
link da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

VIKAS SWARUP

 

Vikas Swarup nasceu em Allahabad, na Índia, no seio de uma família ilustre. Frequentou a Universidade de Allahabad, onde se destacou como campeão de debates, vencendo diversas competições a nível nacional. Após a conclusão do curso, seguiu uma carreira diplomática, tendo sido destacado para países como os Estados Unidos, a Turquia, a Etiópia e o Reino Unido. Trabalha actualmente no Ministério dos Negócios Estrangeiros em Nova Deli.
 
Quem Quer Ser Bilionário?, o seu primeiro romance, foi traduzido para 36 línguas e venceu o Boeke Prize 2006 na África do Sul e o Prémio dos Leitores no Salão do Livro de Paris de 2007, para além de ter sido eleito o Livro Mais Influente do Ano em Taiwan em 2008. O romance foi também adaptado ao cinema, num filme realizado por Danny Boyle, tendo sido distinguido com mais de cinquenta galardões, incluindo quatro Globos de Ouro, estando ainda nomeado para dez Óscares da Academia.

 


publicado por Miguel Seara às 11:03
link da entrada | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

PAUL AUSTER


Escritor, argumentista, tradutor, ensaísta, realizador, marinheiro, inventor de um curioso jogo de cartas e muito mais, Paul Auster é considerado um nome cimeiro da literatura dos nossos dias. Nascido em 1947 em Newark, frequentou a Universidade de Columbia e residiu durante quatro anos em França, antes de se radicar em Nova Iorque, onde vive com a mulher, Siri Hustvedt. Distinguido com o Prémio Príncipe das Astúrias de Literatura 2006, Paul Auster foi nomeado Comendador da Ordem das Artes e das Letras de França em 2007. Em 1993 a sua obra Leviathan recebeu o Prémio Médicis para o melhor romance estrangeiro. As Loucuras de Brooklyn recebeu em 2006 o Prémio Qué Leer dos Leitores para o melhor romance estrangeiro, distinção também dada a A Noite do Oráculo em 2004. Palácio da Lua foi eleito o melhor livro da década de 1990 pela Lire. Em 2009 recebeu o Prémio Leteo em Espanha. Em 2012, foi distinguido com o NYC Literary Honor na categoria Ficção. A sua obra encontra-se traduzida em quarenta e uma línguas.



publicado por Miguel Seara às 12:46
link da entrada | comentar | ver comentários (1) | favorito

pesquisar

 




































































































arquivos

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Marcadores

todas as tags

links

Leitores

SAPO Blogs

subscrever feeds