Terça-feira, 10 de Maio de 2011

PALÁCIO DA LUA – A CRÍTICA

 

 

“Inteligente: muito. Surpreendente: sempre. Auster é um mestre.”

The Times

 

“Auster é um contador de histórias magistral… Palácio de Lua brilha de mistérios.”

The Washington Post Book World

 

“Um romance tremendamente envolvente.”

The Washington Post

 

“Tremendamente envolvente… Auster tem uma rara combinação de talento, alcance e audácia.”

The New Republic

 

“Um autor cujo trabalho irradia inteligência e originalidade… Auster mistura exteriores modernos com interiores do século XIX… No entanto, ele coloca as suas técnicas de contador de histórias ao serviço de um romance bastante contemporâneo.”

Don DeLillo

 

“Com prosa esparsa e elegante… Uma obra maravilhosa e inquietante.”

San Francisco Chronicle

 

“Generoso e optimista… Verbalmente exuberante.”

The New York Times Book Review

 

“As personagens de Paul Auster são criadas com grande generosidade e amor… Em Palácio da Lua, ele encontra uma nova e fascinante voz.”

USA Today

 

“Lê-se como um compósito de obras de Fielding, Dickens e Twain… Auster divertiu-se imenso a criar as aventuras de Marco – quase tanto como quem as lê.”

The New York Times

 

“Este romance irónico e magnético brilha com imagens lunares, e fascina, tal como a Lua.”

Booklist

 

“Uma prosa segura de si e graciosamente fluida.”

Newsday

 

“A ficção de Auster é um regalo para quem adora a literatura… Particularmente bem-sucedida é a figura da Lua, fundamental para os seus temas da presença e ausência, pais e filho.”

Chicago Tribune

 

“Uma exploração maravilhosamente intelectual – às vezes divertida, outras vezes séria.”

Providence Sunday Journal

 

Palácio da Lua é um oásis na paisagem lunar da ficção moderna.”

The San Diego Tribune

 

“Um livro brilhante e extraordinário.”

The Sunday Times

 

“Um romance notável.”

Evening Standard

 

“Uma obra de um autor tremendamente talentoso.”

London Review of Books

 

“Paul Auster é um dos poucos verdadeiros gigantes em actividade actualmente…. Palácio da Lua é um dos grandes romances dos finais da década de 1980 e inícios da década de 1990.”

The Independent on Sunday

 

“Esplêndido.”

Lire

 


publicado por Miguel Seara às 12:54
link da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011

SUNSET PARK – GUIA DE CRÍTICAS (ACTUALIZADO)

 

ABC (entrevista)

The Australian

The Barnes & Noble Review

The Boston Globe

The Charlotte Observer

El Cultural

Daily Express

Daily Mail

The Daily Telegraph

The Daily Telegraph (entrevista)

The Daily Telegraph (Austrália)

The Dallas Morning News

Entertainment Weekly

Financial Times

The Globe and Mail

The Guardian

The Herald

Heraldo

The Independent

The Independent on Sunday

El Informador (entrevista)

Intereconomía

Irish Independent

Jewish Journal

Jornal de Letras

Jornal de Notícias

The Kansas City Star

Kirkus Reviews

Ler

Library Journal

The L Magazine

The L Magazine (entrevista)

Los Angeles Times

Os Meus Livros

Milwaukee Journal Sentinel

Morning Star

National Post

New Statesman

The New York Times

The New York Times

The New Yorker

Notícias Sábado

Oje

New Zealand Hearld

NPR

El País

El País (entrevista)

El Periódico

Publishers Weekly

La Razón

Readings

La Repubblica

Richmond Times-Dispatch

RTP (entrevista)

RTP Internacional (entrevista)

San Francisco Chronicle

Scotland on Sunday

Seattle Post-Intelligencer

Slant Magazine

The Scotsman

St. Louis Post-Dispatch

St. Petersburg Times

Star Tribune

The Seattle Times

The Sydney Morning Herald

Time Out Chicago

Time Out Lisboa

Time Out New York

La Vanguardia

La Vanguardia (entrevista)

Visão

The Washington Post

The Washington Times

Winnipeg Free Press


publicado por Miguel Seara às 12:20
link da entrada | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 1 de Fevereiro de 2011

"O QUE RESTA QUANDO TUDO SE DESMORONA" – A CRÍTICA DO JN A SUNSET PARK

 

Para lerem o artigo completo de Sérgio Almeida, publicado no Jornal de Notícias de ontem, a Sunset Park, de Paul Auster, basta clicar na imagem.

 


publicado por Miguel Seara às 11:55
link da entrada | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011

JOSÉ EDUARDO MONIZ RECOMENDA SUNSET PARK, DE PAUL AUSTER

 

 

 


publicado por Miguel Seara às 12:15
link da entrada | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Novembro de 2010

SUNSET PARK, DE PAUL AUSTER, NOS MELHORES LIVROS DO ANO DO THE OBSERVER

 

 

Conheça as escolhas do ano do The Observer aqui.


publicado por Miguel Seara às 11:10
link da entrada | comentar | favorito
Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

O BROOKLYN DE PAUL AUSTER – ENTREVISTA À THE L MAGAZINE

 

Podem ler a entrevista de Paul Auster à The L Magazine aqui. E ler também a crítica da revista a Sunset Park aqui.


publicado por Miguel Seara às 10:55
link da entrada | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Abril de 2010

NO PAÍS DAS ÚLTIMAS COISAS – A CRÍTICA

 

“Uma fábula arrebatadora e surreal.”

Publishers Weekly

 

“Uma pequena e segura obra-prima… Auster é um romancista genial.”

The Sunday Telegraph

 

“Um dos melhores romances pós-apocalípticos.”

Library Journal

 

Auster tem uma rara combinação de talento, alcance e audácia.”

The New Republic

 

“Um livro que faz lembrar em muitos aspectos 1984, de George Orwell… Auster criou dentro destas páginas um lugar tão real que poderia ser o nosso próprio país, ou até a nossa própria cidade.”

Atlanta Journal & Constitution


publicado por Miguel Seara às 15:34
link da entrada | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

REGRESSA A MAGIA DO ACASO – ENTREVISTA COM PAUL AUSTER NA QUÉ LEER

 

 

Para ler a crítica da Qué Leer a Invisível e a entrevista com Paul Auster aqui.


publicado por Miguel Seara às 11:31
link da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

INVISÍVEL CONSIDERADO UM DOS MELHORES LIVROS DO ANO POR JOEL NETO

 

 

Lista completa:

10. No Coração de África, de William Boyd

9. As Confissões de Nat Turner, de William Styron

8. O Tigre Branco, de Aravind Adiga

7. Love, de Toni Morrison

6. Invisível, de Paul Auster

5. Caim, de José Saramago

4. London Fields, de Martin Amis

3. Eu Sou a Charlotte Simmons, de Tom Wolfe

2. Ofício Cantante – Poesia Completa, de Herberto Helder

1. A Vida em Surdina, de David Lodge

 


publicado por Miguel Seara às 17:14
link da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

INVISÍVEL CONSIDERADO UM DOS MELHORES LIVROS DO ANO PELO THE SEATTLE TIMES

 

 

Nunca sabemos ao certo onde Paul Auster nos vai levar, e é essa a emoção e o prazer de ler Invisível, o relato de um jovem nos anos 60 que se envolve numa relação com um estranho mas estimulante casal que conhece numa festa e que vai mudar o curso da sua vida. Uma história surpreendente e por vezes perturbadora que atravessa quatro décadas e três continentes.

 

Podem consultar a lista completa dos melhores do ano aqui e recordar a crítica do The Seattle Times a Invisível, de Paul Auster, aqui.

 


publicado por Miguel Seara às 16:58
link da entrada | comentar | ver comentários (2) | favorito

pesquisar

 

arquivos

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Marcadores

todas as tags

links

SAPO Blogs

subscrever feeds